Para que serve a Eritropoetina®?

Eritropoetina

A Eritropoetina® é um medicamento indicado em casos de anemia por insuficiência renal crônica, anemia associada ao câncer e à quimioterapia, anemia de paciente portador de HIV e anemia de outras causas, como artrite e prematuridade, trazendo ao organismo a glicoproteína necessária para que o corpo volte a funcionar normalmente e estimulando o aumento da massa de células vermelhas.

Contraindicações:

O medicamento Eritropoetina® não é indicado para:

Pessoas que possuem hipersensibilidade a algum de seus componentes
Hipertensos
Mulheres gestantes e lactantes

Em casos de idosos, crianças e grupos de risco, não existe nenhuma contraindicação e nenhuma necessidade de ajuste de dose. Não se sabe da eficácia do medicamento em recém-nascidos.

Efeitos colaterais:

A Eritropoetina® possui alguns efeitos colaterais, tais como trombose no local de aplicação do medicamento, policitemia (alteração sanguínea causada pelo aumento de hemácias circulantes), náuseas, vômitos, diarreia, conjuntivite, reações cutâneas, dores musculares, febre, transpiração, tremor, câimbras e convulsões.
Os pacientes que têm um tratamento mais rápido podem apresentar hipertensão arterial, que deve ser combatida com anti-hipertensivos do tipo vasodilatador periférico.

Importante:

É preciso tomar cuidado antes e durante o tratamento com o medicamento. É essencial, por exemplo, que o paciente controle a pressão arterial, a hemoglobina e a quantidade de eletrólitos presentes no sangue e avalie a situação de uma a duas vezes por semana, para que tudo seja estabilizado.

Como e quando deve ser utilizado?

A dosagem e a manutenção da Eritropoetina® variam de acordo com o caso do paciente. Sua aplicação pode ser intravenosa ou subcutânea. Se subcutânea, a aplicação é espessa e, por isso, muito dolorosa, mas pode ser feita pelo próprio paciente ou por uma pessoa treinada, em regiões do corpo que possuem maior concentração de tecido adiposo.

Para que a aplicação seja feita da melhor forma possível, limpe a parte de cima do frasco com álcool, insira a agulha pela borracha em sua parte superior e vire o frasco de cabeça para baixo. Depois, verifique a quantidade da dose e bata na seringa com os dedos, para tirar as bolhas de ar e, por fim, fazer a aplicação do remédio. É importante que a substância seja aplicada sempre em locais diferentes do corpo, evitando feridas e trombose, e que as seringas e agulhas sejam sempre descartadas após o uso.

Caso o medicamento seja usado acima da dose recomendada, pode acontecer uma desregulagem no organismo e, por isso, o médico deve ser consultado imediatamente.

Como deve ser armazenado?

Para conservação do medicamento, é preciso guarda-lo em temperatura ambiente, longe da luz e da umidade. Depois de diluído, conservá-lo na geladeira durante sete dias.

Atenção!

As informações contidas neste texto possuem caráter informativo. Não devendo ser usadas para incentivar a automedicação ou substituir as orientações médicas. Como sabido, o médico é o único profissional qualificado para prescrever o tratamento adequado. Portanto, consulte o seu médico!

“Não use medicamento com prazo de validade vencido.”

“Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.”

Você quer saber maiores informações sobre a Eritropoetina® e como comprá-la?

 Entre em contato conosco para saber mais sobre o Eritropoetina®  e os trâmites para adquiri-la:

Belo Horizonte: (31) 2555-1410

Outras Regiões: 0800.606.1410

Instagram : @heramedicamentos

Facebook: @heramedicamentos

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *